segunda-feira, agosto 01, 2011

Tati Bernardi


Quando ele sorri desarmado, limitado e impotente, para todas as minhas dúvidas, inconstâncias e chatices, eu sei que é daquele sorriso que minha alma precisava. Ele não faz muito pela minha angústia existencial, até por não saber. E consegue tudo de mim. Consegue até o que ninguém nunca conseguiu: me deixar leve.

4 comentários:

  1. Tem selinho pra vc no meu Blog (:

    Beijoos!!

    http://pathyoliver.blogspot.com/2011/08/600-seguidores.html

    ResponderExcluir
  2. É assim quando estamos ao lado de quem se quere se curti.O legal é estarmos bem,viver o momento,não sabemos se ele sera breve.
    Conheci seu link e vim visitar,já estou seguindo.
    Felicidades no seu caminhar.

    ResponderExcluir

Publicidade (juro que eu escolho com carinho):