quinta-feira, novembro 08, 2012

A gente podia, sei lá, dividir o céu


A gente podia ter acontecido antes. Antes de qualquer começo virar fim antes de começar, antes desse medo todo, do coração preferir gelar do que bater mais forte. Antes das esperanças terem perdido a cor e a gente desacreditasse de tudo e todos. Mas antes, talvez eu não estivesse pronta pra cuidar de você como deve ser. Não sabia as medidas, não me conhecia o suficiente pra ser o meu melhor. Então, mesmo com meu corpo gritando pra eu recuar, minha cabeça me lembrando do fim das minhas outras tentativas e o meu peito batendo travado, mesmo com todo o medo do mundo, eu escolho você. Escolho tentar outra vez, aprender, ensinar, te fazer feliz. É só você deixar seu medo na gaveta também, junto com o meu. Fecho os olhos, me jogo e confio que você vai segurar. Confia em mim também. Toma um café e entende que ser dono dos meus melhores sorrisos já é bonito demais, certo demais. Vem ser dono de todo o resto. Não tô dizendo que vai ser fácil, mas eu tô disposta a remar até o fim se você me der a mão, remar comigo. Só acho que tá na hora da gente reaprender a voar. E eu ia amar dividir o céu contigo.

4 comentários:

  1. q-u-e l-i-n-d-o! Amei muito! Nunca passei por nada parecido, mas captei a ideia do seu texto. Gostei muito mesmo! E já tô eu aqui mandando o link pras amigas rs ;p

    ResponderExcluir
  2. Eu e meu namorado às vezes conversamos sobre a temática desse texto. Ele fica falando que queria ter me conhecido antes, que queria ter sido o meu primeiro... Mas ai eu vou e digo que talvez fosse melhor assim, porque se nós tivéssemos nos conhecido antes eu provavelmente não estaria madura o suficiente para o nosso relacionamento. Acredito que as cosias realmente acontecem na hora que têm que acontecer.

    annadecassia.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Pra mim tem outro significado.....mas igualmente belo como as palavras do texto! Vem voar comigo de novo? Mas agora de um modo melhor......

    ResponderExcluir

Publicidade (juro que eu escolho com carinho):